BIBLIOGRAFIA PODER ORIGINÀRIO

16/04/2013 08:38

 

BIBLIOGRAFIA RELATIVA Ao PODER ORIGINÁRIO.

 

ABREU, Luciano. «A Revolução Federalista – versão republicana» in FLORES  Moacyr (org) 1893-1895: a Revolução dos Maragatos. Porto Alegre – EDIPUCRS, 1993 pp. 27/34.

 

ABREU, Regina. A fabricação do Imortal: Memória, História e Estratégias de consa-        gração no Brasil.  Rio de Janeiro  :  Rocco, 1996. 235p.

 

ALBERTI, Leon Battista (1404-1472). Da pintura. Campinas : Unicamp, 1992. 161p.

 

ALMEIDA PRADO, J. F. Tomas Ender. São Paulo : Melhoramentos, 1955. p.383.

 

ALVES, Rubem. Conversas com quem gosta de ensinar. São Paulo : Cortês Editora.  1984.

 

ALTHUSSER, Louis (1918 – 1990).  Ideologia e Aparelhos Ideológicos do Estado. Lisboa : Editorial Presença Ltda.,  1980.  120p.                           

ANDRADE, Mário(1893-1945).. O movimento modernista. Rio de Janeiro: Casa do Estudante do  Brasil, 1942, 81 p..

--------- Curso de Filosofia e História da Arte. São Paulo: Centro de Estudos Folclóricos,1955.119 f.

 

ARENDT, Hannah (1906-1975). Condition de l’homme moderne. Londres  :  Calmann-Lévy, 1983. Em Português:  A Condição humana – The human condition (2ªed) Rio de Janeiro: Forense Universitária 1983,  338 p

 

ARGAN, Giulio Carlo (1909-1992) . História da arte como história da cidade.   São Paulo :  Martins Fontes. 1992.

 

ARISTÓTELES (384-322). Ética a Nicômano. São Paulo: Abril Cultural1973. 329p.

 ____. Tópicos:  dos argumentos sofísticos (2ª ed.) São Paulo : Abril Cultural. 1983, 197 p.

---------Retórica tradução se Albero Bernabé Espanha:  Alianza Editorial S.A 1998 – 316 p.

                                                                            ISNB 8420636428, 9788420636429

ATCON, Rudolph P. ATCON e a Universidade Brasileira. (Coordenação de José Serrano). Rio de Janeiro  : Techné. 1974, 322p.

 

AZEVEDO, Fernando. (1894–1974).A cultura brasileira.   (5ª.ed).   São Paulo:  Melhoramentos, 1971.

-------- A Educação e seus Problemas. São Paulo : Melhoramentos.  v. VII. Tomo II, 228p.

BADIOU, Alain.   O ser e o evento.   Rio de Janeiro  : Zaha r- UFRJ, 1996.  402p.

 

BARBOSA, Ana Mae. O ensino das artes nas universidades. Ana Mae Tavares Basto Barbosa, Lucrecia D’Alessio Ferrar, Elvira Vernaschi (org) – São Paulo: EDUSP: CNPq, 1993  119p.

 

BARTHES, Roland.  Système de la mode. Paris : Seul, 1967. 327p.

 

BENSE, Max. Pequena estética. São Paulo:  Perspectiva,1971, 225p+(2.ed. 1975).

 

BERENSON Bernard Estetica e historia em las Artes Visuales – México,D.F : Fondo de Cultura Econômica, 1956, 265 p

 

BERMAN Marshall – Tudo que é sólido desmancha no ar: aventura da modernidade Rio de Janeiro : Companhia das Letras, 1987, 360 p.

 

BERNHARD, Thomas (1931-1989) – O Sobrinho de Wittgenstein – Tradução de José A. Palma Caetano . Rio de Janeiro : Assírio&Alvin, 2.000 -ISBN: 972-37-0603-2

 

BLOCH, Marc (1886-1944). Introdução à História. (3ª ed).Lisboa :Europa- América  1976  179 p.

 

BOÉTIE, Etienne La (1530-1563).  Discurso da Servidão Voluntária (1549).  Tradução de Laymert G. dos Santos.  Comentários de Claude Lefort e Marilena Chauí.  São Paulo : Brasiliense, 1982. 239p.

BOSI, Alfredo. Reflexões sobre a arte. 5.ed.  São Paulo : Ática, 1995.

BOURDIEU, Pierre (1930–2002) & PASSERON, Jean Claude.  A Reprodução.  Elementos para uma Teoria do Sistema de Ensino.  Rio de Janeiro :  Francisco Alves, 1982. p. 238.

BOURDIEU, Pierre ( *1.8.1930 - †23.1.2002) Economia das trocas simbólicas. São Paulo: EDUSP- Perspectiva,  1987.  361p.

 ____.  O poder simbólico.   Lisboa : DIFEL, 1989.  311p.

-----------Le Sens Pratique. Paris : Minuit . 1994,474

____.  As regras da arte: gênese e estrutura do campo literário. São Paulo : Companhia das Letras, 1996a. 421p.

 ____. Razões práticas: sobre a teoria da ação.  Campinas : Papirus,  1996b. 231p.

 

BRUYNE, Paul de Dinâmica da pesquisa em ciências sociais: os polos da prática         metodológica. Rio de Janeiro : Francisco, 1977. 235p.

 

BUARQUE, Cristovam.  A aventura da universidade São Paulo : UNESP; Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994. 239p.

 

BULHÕES GARCIA, Maria  Amélia. «Modernidade como projeto: mudança e conservação» in  A Semana de  22 e a emergência da modernidade no Brasil. Porto Alegre : Secretaria Municipal da  Cultura, 1992. pp. 58-61.

 

BURKE, Peter. A Revolução Francesa da historiografia: a escola dos Annales, 1929-1989. São Paulo : Editora Universidade Estadual Paulista, 1991  154p.

 

CABRAL DE MELLO, Evaldo. A fronda dos mazombos. São Paulo : Companhia das         Letras, 1995. 530p.

 

CARVALHO, José Murilo. A formação das almas: o imaginário da República no Brasil. São Paulo : Companhia das Letras, 1990,   166 p.

 

CARVALHO, Maria Lúcia. Escola e democracia: subsídio para um modelo de             administração segundo as idéias de Mary P. Follet.   São Paulo : EPU, 1979.  102p.

 

CERTEAU, Michel de.  A invenção do cotidiano.  Petrópolis : Vozes,  1998  2 v.

 

CHARDIN, Pierre Teilhard de (1881-1955). O Fenómeno Humano.  Porto Alegre: Tavares Martins, 1970. 355p.

CHARTIER,  Roger.   Au bord de la falaise:  l´histoire entre certitudes et inquiétude. Paris  : Albin Michel, 1998.  293p.

CHAUI,  Marilena. «As humanidades contra o humanismo». In Universidade, formação, cidadania.  Gislene Aparecida dos Santos (org) – São Paulo : Cortez, 2001, pp.15-32.

---------- Cultura e Democracia. O Discurso competente e outras falas.  São Paulo:  Moderna, 1981 220p.                                                                                                                                  ______.  O que é Ideologia.  São Paulo:  Brasiliense, 1981. 93p.

CHAVES de MELO. Gladston. Origem, formação e aspectos da cultura brasileira.  Rio de Janeiro: Padrão , 1974.  277p.

 

CHOMSKY Noam Os caminhos do poder: reflexões sobre a natureza humana e a ordem social. Porto Alegre : ARTMED 1998, 255 p

 

COHN, Gabriel (org) Max Weber (1864-1920). São Paulo : Ática, 1991.167p.

 

COMPAGNON, Antoine.  O trabalho da citação. Belo Horizonte : Editora UFMG.           1996.  115p.

 

COMTE, Isodore Auguste Marie François Xavier (1789-1857).  Opúsculos de Filosofia Social.  Trad. Ivan Martins. Porto Alegre : Globo. São Paulo : USP, 1972. 230p.

CUNHA, Luiz Antônio,  Universidade temporã : o ensino superior da Colônia à Era Vargas. Rio de Janeiro : Civilização Brasileira. 1980, 295p.

 

DANTO, Arthur, .L’assujettissement philosophique de l’art. Paris: Seul 1993.

 

DECRETOS do GOVERNO PROVISÓRIO. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1889

 

DE MASI, Domenico. A emoção e a regra: os grupos criativos na Europa de 1850 a 1950.  Rio de Janeiro:  José Olympio, 1997, 419 p.

 

DEMO, Pedro.  Educação, Cultura e Política Social.  Porto Alegre : FEPLAN, 1980. 122p.

DESCARTES , Renée (1596-1650)  Discurso de Método.  3ª. ed.  São Paulo: Abril   Cultural, 1983  p.

 

DIDI-HUBERMAN, Georges. La ressemblance informe ou le gai visuel selon Georges Bastille. Paris: Macula  1995  399p.

 

DUCHAMP, Marcel (1887-1968) «L’artiste doit-il aller a l‘université?» in  SANOUILLET Michel  Duchamp du signe  . Paris: Flammarion, 1991.  pp. 236-239    http://fr.wikipedia.org/wiki/Marcel_Duchamp

 

DURAND, José Carlos, Arte, Privilégio e Distinção: Artes plásticas, arquitetura e

       classe dirigente no Brasil, 1855/1985.São Paulo : Perspectiva: EDUSP 1989. 307p.

 

DURKHEIM, Emile (1858-1917). As regras do método sociológico (2ª ed). São Paulo: Abril Cultural, 1983, pp.71/161.

 

ECO, Umberto . Obra Aberta. São Paulo: Perspectiva, 1976, 284 p.

 

ESPINOZA, Benedictus. (1632 – 1677).   Tratado político. São Paulo: Abril Cultural (Col. Os pensadores), 1983.

 

FAORO, Raymundo (1928-2003). Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. Porto Alegre – São Paulo : Globo e USP, 1975.  2v.

FAVERO, Maria de Lourdes de Albuquerque.  Universidade e Poder. Rio de Janeiro:         Archimé, 1980. 208p.

 

FEATHERSTONE, Mike. O desmanche da Cultura: globalização, pós-modernismo e         identidade. São Paulo : SESC – Studio Nobel, 1997. 239p.

 

FERNANDES, Florestan (1920 – 1995).  Educação e Sociedade no Brasil. São Paulo : Dominus,  1966. 614p.

---------- Universidade brasileira: reforma ou revolução. São Paulo:  Alfa Omega, 1975, 257 p.

 

FERRATER, Mora.  Dicionário da 1ª Filosofia. v.2. Madri, 1973.

FEYERBAND, Paul (1924-1994). Diálogo sobre o método. Lisboa: Presença, 1991, 139 p.

 

FICHTE, Johann Gottlieb (1762-1814) «Introdução à teoria do Estado» in .Fichte.  (2ª.ed) São Paulo: Abril Cultural, 1984, pp. 295-313.

 

FIGUEIREDO e MELLO,  Pedro Américo (1843-1905) LA SCIENCE et les SYSTÈMES: questions d´histoire et de philosophie naturelle. Bruxelles : Gustave Mayolez, 1869, 169 p

 

FLORES, Moacyr (org) 1893-1895: a Revolução dos Maragatos. Porto Alegre –  EDIPUCRS, 1993. 150p.

 

 FOUCAULT, Michel(1926-1984).  Microfísica do poder. Rio de Janeiro : Graal, 1995. 295.

 

FREITAS, Décio et alli, RS:Cultura & Ideologia. (2a ed) Porto Alegre : Mercado Aberto,         1996. 167p.

 

FREUD, Sigmund.(1858-1939).O mal estar na civilização (1930). Rio de Janeiro : Imago, 1974. pp. 66-150.  (Edição standard brasileira de obras psicológicas completas de Sigmund Freud, v.13)

 

 ____.  Totem e tabu (1913).  2.ed. Rio de Janeiro : Imago 1995, pp. 13-193  (Edição standard brasileira de obras psicológicas completas de Sigmund Freud ,volume 13)

 

GAUER, Ruth Maria Chittó. A construção do Estado-nação no Brasil: a contribuição dos egressos de Coimbra . Curitiba : Juruá. 2001. 336 p

 

GENETTE,Gérard.L’œuvre de l’art:la relation esthétique. Paris:Seuil.1997.  293p.

 

GLEIZAL, Jean- Jacques. L’Art et le Politique. Paris : Presses Universitaires de          France. 1994.  261p.

 

GOETHE,Johann Wolfgang von.Teoria de los colores.Buenos Aires:1945. 466p.

 

GOMES, Ângela de Castro.(org)  Capanema: o Ministro e seu ministério. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2000. 269 .

 

GOMES, Roberto. Crítica da razão tupiniquim. Porto Alegre: Movimento /UFRGS, 1979, 104p.

 

GRAMSCI, Antônio (1891 – 1937) Os Intelectuais e a Organização da Cultura. São Paulo : Círculo do Livro, 1980.

GREENBERG, Clement. Arte e cultura.  São Paulo: Ática, 1996, 260 p.

 

GUASINA, Luiz de Senna.   Diário da Revolução Federalista. 1893-1895. Porto Alegre :  Arquivo histórico    do Rio  Grande do Sul : EST 1999. 175p.

 

GUIMARÃES ROSA, João (1908 – 1967) Grande Sertão : Veredas. Rio de Janeiro : José Olympio. 1963.  571p.

 

HABERMAS, Jürgen. A Filosofia Hoje.  Trad. Sonia Ramos.  Rio de Janeiro: Salvat, 1979. 140p.           ______. Conhecimento e Interesse. Trad. José Heck.  Rio de Janeiro : Zahar, 1982. 367p.

HANSEN Anders [et al] Mass comunication researh methods Washingron (DC): New York University press,1998, 350 p.

 

HEGEL, George Wilhelm Friedrich. (1770-1831 Fenomenologia do espírito. São Paulo : Abril Cultural, 1980.

 

HEIDEGGER, Martin (189-1976). Conferências e Escritos Filosóficos.  2.ed. Col. Os Pensadores. Trad. de Ernildo Stein.  São Paulo : Abril Cultural, 1983. 305p.                                                                                                      ____. Origem da obra de arte. Lisboa: Edições 70,  1992.  73 p.

HOBBES, Thomas (1588-1679).Leviatã ou Matéria, Forma e Poder de um Estado Eclesiástico ou Civil.  Col. Os Pensadores.  3ed.  São Paulo : Abril Cultural, 1983. 420p.        

HOBSBAWN Eric J. (1917-2012) Nações e nacionalismos desde 1780 – Rio de Janeiro:  Paz e Terra, 1990, 230 p. 

 

HOLANDA, Sérgio Buarque (1902 – 1982).  Raízes do Brasil.  12ed.  Rio de Janeiro : José Olympia, 1978. 1254p.

IANNI Octavio (1926-2004) A ideia de Brasil moderno São Paulo; Brasiliense, 1992, 180 p

 

KANT, Emmanuel (1742-1804). Crítica da razão prática. Rio de Janeiro: Tecnoprint, s/d.  255p.

______. Crítica da Razão Pura.  Trad. J. Rodrigues de Moraes. Rio de Janeiro: Tecnoprint. S/d. 271p.

KUCINSKI, Bernard.  Abertura.  A História de uma Crise. Apresentação de Severo Gomes. São Paulo: Brasil Debates, 1982. Col. Brasil Hoje. n.5, 168p.

KUHN, Thomas. A estrutura das revoluções científicas.  5.ed. São Paulo: Perspectiva. 1997. 257p.

 

LADRIÈRE, Jean.  Les enjeux de la rationalité: le défi da science et la technologie aux  cultures. Paris: Aubier-Montaigne/UNESCO, 1977. 221p .

 

LEFORT, Claude. A invenção democrática: Os limites da dominação totalitária. Paris. Libr. Fayard, 1981 São  Paulo : Brasiliense, 1983. 247 p.

 

LÉGER, Fernand. Funções da pintura. São Paulo : Difusão Européia do Livro, 1965.

 

LEON, Aurora.  El Museu: teoria, práxis y utopia. Madrid : Cátedra, 1995. 378

 

LIMA Oliveira (1867-1928)  Aspectos da Literatura Colonial Brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves-INL 1984, 290 pp

LISBOA João Francisco (1812-1863) Jornal de Timon: eleições na Antiguidade, Idade Média, na Reforma Católica, Inglaterra, Estados Unidos, França, Turquia * Partidos e eleições no Maranhão – Brasília : Senado Federal 204 326 p. (edições do Senado Federal, vol. 28)

LOVE, Joseph L. O regionalismo gaúcho. São Paulo : Perspectiva, 1975.  282 p.

 

LUCIE SMITH, Eduard. At now: from abstract expressionismm to suprematismm. New York ; Morrow, 1981, 513 p.

 

LYONS, John. As idéias de Chomsky.  São Paulo : Cultrix, 1976. 121p.

 

MARCHÁN FIZ,  Simón. La estética en la cultura moderna. Madrid : Alianza     Forma. 1996.

 

MARCUSE, Herbert. A Dimensão Estética.   Lisboa : Marins Fontes 1981.  92 p.

 

MACHIAVELLI Nicolo (1469-1527) O Príncipe São Paulo: Martin Claret 2003, 189 p. ISBN 8572322671

 

MARITAIN, Jacques (1882 – 1973).  A Filosofia Moral.   Rio de Janeiro : Agir, 1964. 509p.

MATURANA R., Humberto (1928-) e VARELA. Francisco (1946-). El árbol del  conocimiento: las bases biológicas del conocimiento humano. Madrid : Unigraf. 1996a, 219p.

----- La realidad: ¿objetiva o construida?. Barcelona   : Antropos, 1996b. 159 p.

 

MASLOW, Abraham H (1908-1970). Introdução a Psicologia do Ser.  Rio de Janeiro : Eldorado, S/d.  279 p

MAY, Rollo.  La necesidad del mito: la influencia de los modelos culturales en el mundo  contemporáneo. Barcelona: Paidos Contextos, 1992. 297p.

 

MICELI, Sérgio. Intelectuais e classe dirigente no Brasil (1920-1945). São Paulo: Difel,  1984. 240 p.

____.   Imagens negociadas : retratos da elite brasileira (1920-1940). São Paulo: Companhia de Letras, 1996,  174p.

 

MICHAUD, Yves. L’artiste et les comissaires.: quartre essais non pas  sur l’art         contemporain mais sur ceux qui s’en occupent. Paris : Jacqueline Cambon 1989.  244p.

 

MONNIER, Gérard. L’art et ses institutions en France: de la Révolution à nos jours.   Paris : Gallimard-Folio-histoire,   1995.  462p.

 

MONTEIRO, Maria  Isabel Oswald. Carlos Oswald (1882-1971): pintor da luz e dos  Reflexos. Rio de Janeiro: Casa Jorge, 2000. 229 p.

 

MORAIS  Fernando.  Chatô, Rei do Brasil" vida de Assis Chateaubriand Bandeira de Mello e dono dos "Diários e Emissoras Associadas. São Paulo : Companhia das Letras 1994 736 p

 

MOTA, Carlos Guilherme. Ideologia da cultura brasileira  1933-1974. Pontos de   partida para uma revisão histórica. 4.ed.  São Paulo  : Ática, 1980. 303 p.

 

NAGLE, Jorge et al. Educação e Linguagem.  Para um Exame do Discurso Pedagógico.  São Paulo : EDART, 1976. 160p.

------------Educação e sociedade na Primeira República. São Paulo : EPU 1976.   400p.

 

NASH, Paul. Autoridade e Liberdade na Educação.  Rio de Janeiro : Bloch, 1968. 365p.

NEVES ALVES, Francisco. O discurso político-partidário sul-rio-grandense sob o prisma da imprensa rio-grandina (1868 1895) Porto Alegre PUCRS, 1998  Tese. 750 f.

 

NICOLET, Claude. L’idée républicaine em France (1789-1924). Paris:  Gallimard,   1994, 528 p.

 

NIETZSCHE, Frederico Guillermo (1844-1900). .La génesis da la moral. Buenos Aires : Tor, s/d, 160 p. e  A gênese da moral (3a. ed). São Paulo : Moraes, 1991. 113 p.

 ____.   Sobre el porvenir de nuestras escuelas. Barcelona: Tusquets, 2000. 179.      

 

NISKIER, Arnaldo. Educação Brasileira: 500 anos de história. Rio de Janeiro : FUNARTE, 2001, 456 p

 

NOBREGA, Vandick Londres. Enciclopédia da legislação do Ensino. Rio de Janeiro;   Revista dos Tribunais. 1952.

 

O’DONNELL, Fernando. Alguns textos políticos da transição institucional no Rio Grande do Sul (1887-1893) preliminares. Porto Alegre : Metrópole, 1991, 52p

 

OLIVEIRA LIMA, Lauro. Os mecanismos da liberdade: microfisilogia . São Paulo:         Polis,  S/d.  376 p.

 

OLIVEIRA, Olinto de.  Relatórios de 1909 a 1912 do Instituto de Bellas Artes do Rio Grande Sul apresentados pelo Presidente Dr.Olinto de   Oliveira. Porto Alegre : Globo, 1912. 41 p. + estatísticas.

    

OLIVEN, Ruben George. Violência e Cultura no Brasil.  Petrópolis : Vozes, 1982. 86p.

------------A parte e o todo: a diversidade cultural no Brasil - Nação.  Petrópolis: Vozes 1992.  143p.

 

ORTIZ, Renato. Cultura Brasileira & Identidade Nacional. 3.ed. São Paulo :Brasiliense, 1985. 147p.

____.   Cultura e modernidade. São Paulo : Brasiliense, 1991. 282 p.

 

ORWEL George (Eric Arthur Blair 1903-1950) 1984 (29ª ed] São Paulo: Editora Nacional 2006, 301 p.

 

PÄCHT, Otto. Historia del arte y metodologia. Madrid: Alianza Forma 1986.127p.

____.   Questions de méthode en histoire de l’art. Paris : Macula, 1994. 167p.

 

PAIXÃO CORTES, João Carlos. Aspectos da música e fonografias gaúchas. Porto Alegre: Repressom 1984 117p.

 

PÉCAUT, Daniel.  Intelectuais e a política no Brasil: entre o povo e a nação. São Paulo   :  Ática, 1990. 335 p.

PEDROSA, Mário.  Arte: necessidade vital. Rio de Janeiro : Casa do Estudante do          Brasil, 1949. 235p.  

 ____.Mundo, homem, arte em crise.  2.ed. São Paulo : Perspectiva, 1986. 323p.

 

PESSOA, Fernando. Poemas. 6.ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira,  1985.  159p.

 

PEVSNER, Nikolaus. Las academias de arte: pasado y presente. Madrid : Cátedra. 1982. 252p. – (edição brasileira - Academias de Arte: passado e presente. São Paulo, Companhia das Letras, 2005). 

 

PIAGET, Jean (1896-1980)  Epistemologia Genética(2ª ed) São Paulo : Abril Cultural          1983.  294 p.

 

PIGNATARI Décio(1927- 2012) Informação. Linguagem. Comunicação. São Paulo : Atelie Editorial, 3003, 155 p.

 

PIMENTA, Aluisio. Universidade: a Destruição de uma Experiência Democrática.  Petrópolis : Vozes, 1984.  136p.

PINTO, Estevão (1895-1968)[1]A Escola e a Formação da Mentalidade Popular do Brasil.  São Paulo : Cia. Melhoramentos.  Biblioteca da Educação. v.XVI.  Direção: Lourenço Filho, 1932.

PLATÃO (427-347 a.C) PLATÃO ( 427-347) – A REPÚBLICA – Tradução de J. Guinsburg  2º volume . São Paulo : Difusão Europeia do Livro, 1985, 281 p.

 http://pt.scribd.com/doc/28055175/Platao-A-Republica-Vol-II-Do-V-ao-X-livro

----------Diálogos: a República. [23ª.ed].  Rio de Janeiro Ediouro, 1996.

_____La república o el Estado.  Buenos Aires : Espasa-Calpe, 1941. 365p.

 

POPPER, Karl.  A sociedade aberta e seus inimigos.(3ª ed.) Belo Horizonte: Itatiaia          1987 2v.

 

PORTANTIERO Juan Carlos(1934-2007)[2]. Estudiantes y Política en América Latina: el proceso da  la Reforma Universitaria (1918-1938). México : Siglo Veintiuno,

 

PRADO JUNIOR, Bento et ali.  Descaminhos da Educação Pós 1968.  São Paulo : Brasiliense, 1980.  87p.

PRIETO, Justo. Sentido social de la cultura universitaria. Buenos Aires: Plantié.  1942,  379p.

 

READ, Herbert A redenção do robô: meu encontro com a educação através de  arte.São Paulo: Summus, 1986, 158p.

 

RECHT, Roland. Le texte de l’œuvre d’art la description. Strasbourg-Colmar Presse  Universitaire – Musée d’Unterlindem, 1998.

 

REGUERA, Isidoro. El Feliz absurdo de la ética (El Wittgenstein Místico). Madrid Tecnos, 1994. 270p.

 

RIBEIRO, Darcy (1922-1997)  O processo civilizatório . Rio e Janeiro:  Vozes, 1978.  270p.

--------------  Universidade necessária.  4.ed.  Rio de Janeiro : Paz e Terra, 1982.

 

ROQUETTE-PINTO, Edgard (1884-1954) « O Ministério da Educação e o Rádio». Boletim do Ministério da Educação e Saúde Pública.  Rio de Janeiro: Ministério de Educação  e Saúde Pública. Ano I, nºs 1 e 2. Jan. a Jun. 1931. pp.35/9.

 

ROUSSEAU, Jean Jacques (1712 -1778).Do Contrato Social.  São Paulo: Abril Cultural. Col. Os Pensadores, 1979. 192p

 

RUIZ SILVEIRA, Nadia Dumara. Universidade Brasileira: a intenção da extensão. São   Paulo :  Loyola. 1987. 158p.

 

SANTOS, Ely Souto dos. Os Proletários da Cultura. Porto Alegre: Gráfica Dom Bosco, 1975.  209p.

SANTOS GRACIANI, Maria Stella.  O ensino superior no Brasil : a estrutura de poder na universidade em questão. Petrópolis : Vozes, 1982. 164p.

 

SANTOS, Theotônio dos. Conceito de Classes Sociais.  Trad. de Orlando Reis.  Petrópolis : Vozes, 1982. 81p.

SAVIANI, Dermeval.  Escola e Democracia.  Teoria da Educação. São Paulo : Cortez Autores Associados, 1983. 96p.

SCHAEFFER, Jean-Marie . L’Art de l’Age Moderne. Paris : Gallimard 1992. 444p.

 

SCHILLER, Friedrich (1759-1805) Sobre a Educação Estética. São Paulo : Herder, 1963. 134 p.

 

SCHWARTZ, Bertrand.  A Educação Amanhã. Petrópolis: Vozes, 1976. 407p.

SERRA-BRAVO, R.  Tesis doctorales y trabajos de investigación científica. Madrid :  Paraninfo, 1994. 497p.

 

SHUSTERMAN. Richard. L’art à l’état vif: la pensée pragmatiste et l’esthétique  populaire. Paris : les éditions de Minuit 1992.  227p.

 

SIGRIST,  José Luiz.  A JUC no Brasil: estudo de um movimento. São Paulo : Cortez – UNIMEP, 1982.

 

SILVA, Hélio.  O Poder Civil.  Porto Alegre : L&PM Editores.  Primavera de 1985. 354p.

SILVA, Pery Pinto Diniz da, et SOARES, Mozart Pereira. Memória da Universidade  Federal do Rio Grande do Sul: 1934-1964. Porto Alegre :  UFRGS, 1992, 234 p.

 

SIMON,  Círio. -  A PRÁTICA DEMOCRÁTICA na ESCOLA PÚBLICA ESTADUAL: estudo de caso da expressão das condições da prática democrática pelos professores do Colégio Estadual Cândido José de Godói – POA- RS – durante a Abertura Política Brasileira (1979-1985). PORTO  ALEGRE : Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)Faculdade de Educação  Programa de Mestrado em Métodos e Técnicas de Ensino   Orientação da Drª Profª  Marta LUZ SISSON de CASTRO Defesa em dez. de 1986

 

SIMMEL, Georg  Sociología y estudios sobre las formas de socialización. Madrid : Alianza. 1986,  817.  2v

 

SKINNER, Burrhus Frederico(1904 –1990. Contingências do reforço: uma análise teórica. São        Paulo  :  Abril Cultural, 1980, pp.167/394.

-------------.  As Utopias. Barcelona : Salvat.  Col. Os Grandes Temas. n.37, 1979. 142p.

SOARES, Mozart Pereira. O positivismo no Brasil: 200 anos de Augusto Comte: Porto  Alegre : AGE-UFRGS, 1998. 206 p.

 

SODRÉ, Nelson Werneck. O que se deve ler para conhecer o Brasil. 5.ed. Rio de          Janeiro : Civilização Brasileira, 1976, 393p.

 

SOUZA NEVES, Carlos de.  Ensino superior no Brasil.   Rio de Janeiro : MEC-INEP          4v. 1969.

 

SOUZA CAMPOS, Ernesto. Educação Superior no Brasil: esboço de um quadro         histórico de 1549-1939. Rio de Janeiro: Ministério de Educação, 1940. 611p.

____.   História da Universidade de São Paulo. São Paulo : USP, 1954. 582p.

 

SOUZA, Pedro Luiz Pereira de.  ESDI: biografia de uma idéia. Rio de Janeiro : EdUERJ, 1996.  336p.

 

TAYLOR , Frederick Winslow (1856-1915).  Princípios de administração científica.           7. ed.  São Paulo : Atlas, 1980, 134 p.

 

TEIXEIRA,  Anísio (1900-1971) Educação não é privilégio(5ª ed) Rio de Janeiro : UFRJ. 1994, 250 p.

 

TEIXEIRA COELHO NETO, Dicionário de política cultural. São Paulo: Iluminuras, 1997.

 

TOBIAS, José Antônio.  História da Educação Brasileira. São Paulo : Juriscredi, 1972,  484p.

 

TOFFLER, Alvin. The third wave.  New York.  William Marrow & Compagny, 1980.

TOURAINE, Alain.  Crítica da modernidade Petrópolis : Vozes, 1995. 431 p.

 

TRIGUEIRO, Michelangelo Giotto Santoro. Universidades públicas: desafios e         possibilidades no  Brasil contemporâneo . Brasília : Editora Universidade de Brasília, 1999.  184p.

 

VALÉRY, Paul (1871-1945) Introdução ao método de Leonardo da Vinci (Ed Bilíngüe) São Paulo : Editora 34, 1998 256 p.

 

VARGAS, Getúlio.  A nova política do Brasil.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1938. v. 5.

 

264  VILAR, Pierre. Iniciación al vocabulário del análisis histórico. Barcelona : Grijalbo.        1980.  311p.

 

VILHENA, Luís Rodolfo da Paixão. (1963-1997). Projeto e Missão. O Movimento Folclórico Brasileiro, 1947-1964. Rio de Janeiro: Funarte/Fundação Getúlio Vargas. 1997, 332 pp.

 

266  VINCI, Leonardo (1452-1519). Tratado de la pintura y del paisage, sombra e luz. Buenos Aire :  Gil, 1944. 602p.

    ____.   Tratado de pintura. Madrid : Akel, 1993. 508p.

 

VITA, Luis Washington.  Panorama da Filosofia no Brasil.  Porto Alegre: Globo. 149p.

WEBER, Max (Karl Emil Maximilian 1864 – 1920). Sobre a Teoria das Ciências Sociais. Lisboa : Presença,  1979. 192p.

---------A ética protestante e o espírito do capitalismo. 5.ed. Barcelona : Península, 1985. 262p.

 ____.    Sobre a universidade. São Paulo : Cortez, 1989.  152 p.

 

WEFFORT, Francisco C. Por que democracia?  São Paulo : Brasiliense, 1984. 133p

 

 

WITTGENSTEIN, Ludwig. Tractatus lógico-philosophicus. São Paulo : EDUSP  - 1993.  281p.

 

WÖLFFLIN, Heinrich  (1864-1945) Enciclopédia Universalis Madrid: Universalis, 1990, v.23,  p. 874 (verbete Wölfflin).

         

WORRINGER,  Wilhelm (1881 - 1965).  Abstraccion y naturaleza.  1.ed. 1908.  México :  Fondo de Cultura   Econômica, 1953. 137p.

____.   La esencia del estilo gótico.(1ª ed. 1911) Buenos Aires: Nueva Visión,   1957. 144p.

 

WRIGHT MILLS . Charles (1916-1962).  A elite do poder. (3ª.ed).  Rio  de Janeiro : ZAHAR, 1975. 421p.

 

Artigos em anais e periódicos

 

ACCURSO, Cláudio – Entrevista.  Adverso : Porto Alegre, n° 1, 12,1990 p. 21 c. 2c

 

ALCARAZ GOMES, Flávio « Dá para entender? » Correio do Povo, Porto Alegre, ano 104, n° 035, 04.11.1998, p. 04.

 

ALVES, Rubem. « Professor não vale nada»,  in Folha de São Paulo, São  Paulo, ano 79, nº  25.729 cad. Especial,  1999.   p.7.

 

BAKOS, Margaret Bakos «Decorando a sala de visitas: Porto Alegre na virada do século  19» in Porto Alegre na virada do século 19: cultura e sociedade. Porto  Alegre : UFRGS, 1994 pp. 144-151.

               

BARATA, Mário. «Raízes e aspectos do ensino artístico no Brasil». Arquivos da Escola   de Belas Artes. Rio de Janeiro EBA-UFRJ,  Ano XII,  no 12, 1966,   pp. 41 – 47. 

 

 ____.  «1954: ano-chave da segunda implantação modernizante na ENBA» in. 180  anos de Escola de Belas Artes. Anais do Seminário EBA 180 Rio de Janeiro : EBA-UFRJ, 1997. pp.389-396.

 

BARRIONUEVO, José   “Combater o corporativismo, o clientelismo e a corrupção endêmica” in «Rosseto propõe o modelo gaúcho para o país».  In Zero Hora, Porto Alegre, ano 38, n° 13.200, 11.10.2001, p. 24

 

BELTING, Hans «Histories d’art  aujourd’hui» in Connaissance  des arts. Paris  nº 561   mai  1999. pp. 24/30.

 

BIANCHI,  Paolo. «Kunst ohne Werk – aber mit Wirkung» Kunstforum international.  Ruppichteroth- D.,  no 152,  Okt – Dez. 2000, pp. 66-81.

 

BITTARAbertura Política BrasileiraCorreio do Povo.  Porto Alegre,  p. 8, dez. 1983.

BOBBIO, Norberto, «Os nervos do pensamento» Folha de São Paulo, São Paulo, ano  77, nº 24.434, 12.01.1997. cad. 5. p.4.

 

BOEIRA, Nelson «À sombra de Augusto Comte» in Correio do Povo Caderno de        Sábado.  Ano 12, Vol XXXI,  no 620,  21.06.1980,  p. 4

 

BORHAUSER, Jorge.  Zero Hora.  Porto Alegre,  p. 10,  jun.  1986

 

BRAGA, Políbio “As primeiras informações sobre as receitas e despesas são alarmantes” in «Funcionalismo» Correio do Povo, Porto Alegre, ano 101, n° 321, 16.08.1996

 

BROSSARD, Paulo «Não há Almoço Grátis» in Zero Hora – Porto Alegre ano 43, n° 14.948, 31.07.2006, p. 10,  no qual ele mostra como e de fora ocorreu o enlevamento do estado do Rio Grande do Sul nos quatro últimos anos de ditadura militar.

 

BURD, Armando «A raiz do escândalo» Correio do Povo, Porto Alegre ano 1001, n° 322, 17.08.1996, p. 4

 

BURKE, Peter. « Primeiras impressões de um inglês no Brasil» Folha de São Paulo, São Paulo, ano 77, nº 25.106,  28.12. 1997,  cad. 5,  pp.6/7.

 

BUZZAR, Miguel Antônio «Lúcio Costa, a ENBA e a arquitetura moderna Brasileira» in 180 anos de Escola de Belas Artes, Anais do Seminário EBA 180. Rio de Janeiro : UFRJ, 1997. 397/409.

 

CAMPOS, Francisco (1891-1968) «Reforma do Ensino Secundário: exposição de motivos do decreto. Nº 19.890 de 19.4.1931» in Boletim do Ministério da Educação e Saúde Pública Rio de Janeiro : MESP, nºs 1 e 2 Jan.Jun. 1931

 

CAPELATO, Maria Helena. « Os intelectuais e o poder no varguismo e peronismo» in  História  : questões & debates. Curitiba, vol 13, nº 25,  pp. 5/39,  jul/dez 1996. 

 

CHAUI, Marilena, «O enigma chamado Universidade Pública» in Adverso. Porto Alegre :  ADUFRGS- Associação dos Docentes da UFRGS, n° 55, 2000. p.12..

____.  «Todo mundo  tem de viver uma  grande paixão e uma possibilidade de revolução» in Caros Amigos, São Paulo : Casa Amarela, no  3, pp. 4- 11, abril de  2001  - b.

 ____. «A modernização da universidade» http://www.andes.org.br/marilenachaui.htm. Em 19.09.2001– c.

 

CACO COELHOArte de participar Porto Alegre: Correio do Povo  -Ano 117, nº 232 - sábado,19 de maio de 2012  Arte & Agenda Crônicas da Cena

----------- Chega de tutela Estamos silentes cumprindo uma ordem alheia, cheia de interesses obscuros, que encontram grande conivência da nossa gente - Porto Alegre:  Correio do Povo, ano 118 | 97,  Arte & Agenda - Crônicas da Cena,  05 de janeiro de 2013

 

COHN, Gabriel «Durkheim: a busca da unidade num mundo dividido» Folha de São Paulo: SP, ano 77, n° 25.044, cad. 05, 16.11.1997

 

COLI, Jorge.«Elogia das trevas» in O Ensino das Artes nas Universidades. São Paulo: EDUSP-CNPq, 1993. pp 5, 58.

 

CORREIO do POVO,  “As mudanças no Brasil irão acontecer através do poder local” in Lerner vai ensinar prefeitos a governar Porto Alegre: Correio do Povo, ano 97, n. 91 30.12.1991 -p. 02

-------«SARANDI: cidade consegue  empregar todos os seus trabalhadores» in Correio do Povo, ano 99, n° 227, 15.05.1994, p. 14.

------«A pauperização da classe média» Porto Alegre: Correio do Povo - ano 100, n° 322, 17.08.1996 – editorial

------- «Uma oposição verdadeira» Porto Alegre: Correio do Povo, ano 104, n° 035, 04..11.1998 ,     p. 8  -Editorial

------«Hora, vez e lugar da reação»  – Porto Alegre: Correio do Povo – ano 105, n° 283, 09.07.2000 – editorial

------«Operação libera 136 escravos´ em Goiás» Porto Alegre:  Correio do Povo  Ano 111, n° 020  20.10.2005   p.10

--------«MPS,estranhas e perturbadoras» in  Correio do Povo, Porto Alegre , ano 111, n° 275,02 de julho de 2006 , p. 04 – editorial

-------« O pior Congresso da história » in Correio do Povo, Porto Alegre, ano 111, n° 277, 04 de julho de.2006, p. 4

-------“8 mil escravos no campo brasileiro Porto Alegre: Correio do Povo, ano 113, nº 264, p. 22, 6ª feira 20 de junho de  2008.

------«Quatro são libertados de trabalho escravo». Porto Alegre: Correio do Povo - ano 113, nº 314 p.30, Sábado , 9 de agosto de 2008.

-------«Detentos voltados a ações ambientais»  Porto Alegre: Correio do Povo ano 117 nº 241 – 2ª feira  28  de maio  de 2012 - Polícia p.2.

------«Concentração de mercado avança» Porto Alegre: Correio do Povo ano 117 nº 254 - Domingo, 10 de junho de 2012 Correio Rural

------«Trabalho infantil é rotina»  Porto Alegre: Correio do Povo - ano 117, nº 255 – 2ª feira, 11 de junho de 2012 – p. 16 Geral

-------«Gasto com câmaras compromete receitas: em 106 dos 496 municípios, arrecadação de impostos não cobre despesas» Porto Alegre:–Correio do Povo, ano 117,  nº 276 – 2ª feira , 02 de julho de  2012, p.05, Política

 

DACANAL, José Hildebrando «Um cadáver na universidade» in Correio do Povo Caderno  de  Sábado. Volume , ano VII,  no 606, 1980. p.2.

 

DELLA SENTA, Tarcisio Guido «Educação superior latino-americana no início da década  de 80» in Universidade ontem, hoje, amanhã. Brasília  : GULERPE, 1980 pp. 1-8.

 

DE DUVE, Thierry «Kant depois de Duchamp» Arte & Ensaios Revista do Mestrado em  História da Arte da EBA. Rio de Janeiro : EBA-UFRJ Ano 5, no 5, pp.125-154, 1998.

 

DESWARTE-ROSA, Sylvie «Consideration sur l’artiste courtisan et le génie au XVI e Siècle» in La condition sociale de l’artiste. Paris: Centre Interdisciplinaire d’Etudes et de Recherches sur l’Expression Contemporaine 1985. pp. 13/28.

 

DUTRA, Olívio.  Abertura Política Brasileira.  Correio do Povo.  Porto Alegre,  p. 4, dez. 1983. 

ECO, Umberto, «Um  depoimento autobiográfico» Folha de São Paulo, São Paulo, ano  74,   nº 24.147, 1995. cad. 5 pp. 6/7.

FACCIONI, Victor «Guardião da Democracia» Correio do Povo,  Porto Alegre, ano 105,  283, 09.07.2007., p. 04

----«Uma oportunidade na educação» Correio do Povo, Porto Alegre, ano 98, n° 137, 14.02.1993

 

FERREIRA, Glória et CARON, Muriel «Reinterpretar a modernidade: entrevista  de  Thierry de  Duve a Glória Ferreira e Muriel Caron – Bruxelas 07.02.1997 » Arte    & Ensaios Revista do Mestrado em História da Arte da EBA. Rio de Janeiro:   EBA-UFRJ Ano 5, no 5, pp.109-124 , 1998.

 

FLORIDI  Luciano, Filosofia da Informação Ou: não somos ilimitados no plano das ideias”

     http://www.ufrgs.br/alanturingbrasil2012/presentation-RuyQueiroz-ptBR.pdf   

 

FRANCO, Luciane «Prefeitos apoiam mudança no ICMS» Correio do Povo, Porto Alegre, ano 102, n° 057, 26.11.1996 – capa.

 

FRANCO MONTORO, André «Deficit público é geral» in Folha de São Paulo, São Paulo, ano 76, n° 24.448, 10.03.1993, 2° cad,   p.01

 

FRIGERI, Rosane «Não ter futuro é o pior do Brasil» Correio do Povo, Porto Alegre, ano 96, n° 208, 21.04.1991, p. 07

 

GASPARI, Elio «O único banco que não dá certo é o de teses» in Correio do Povo,  Porto Alegre:  Caldas Junior,  ano 107, no 126,  03.02.2002, p.6.

 

GAY DA FONSECA Fernando A. “Federação, uma profilaxia.r CORREIO do POVO ANO 117 n° 263 - PORTO ALEGRE, , 19.06 2012 

 

GENOINO constrange - Zero Hora – Porto Alegre 03/01/2013 | 17h01 Suplente José Genoino toma posse na Câmara e diz que se sente "confortável" "Estou seguindo as normas da democracia e da Constituição do meu país", disse o petista, condenado pelo STF

 http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/politica/noticia/2013/01/jose-genoino-toma-posse-na-camara-e-diz-que-se-sente-confortavel-3999960.html

 

GIANNOTTI, José Artur. «Universidade, Ciência e Civilização» in pp. Estudos e Debatesno 19,  Brasília : Conselho de Reitores das Universidades  Brasileiras. 1990, 41/5.

 

GIRON, Luis Antonio. «Ruína cultural na Paulicéia: o Conservatório Dramático e Musical   de São Paulo experimenta a pior degradação de sua história» Gazeta Mercantil. São Paulo. Ano LXXXI, no 22.109, caderno Fim de Semana, 2001, pp. 1 e 2.

   

GRESPAN, Jorge. «A ineficácia da dialética: Habermas, a esquerda deveria pensar          ´construtivamente»´ Folha de São Paulo, São Paulo, ano 77, nº 25.043, 1997, cad. 5, p. 8,

 

GROYS[3], Boris «Gia Edzegveradze – der Kunstasket» in Lebenskunswerke – KUNSTFORUM, Ruppicteroth, KÖLN Bb 142. Okt. Dez 1998, pp. 140/7.

 

HABERMAS, Jürgen. «Os ritmos diferentes da filosofia e da política» in  Humboldt,    ano 44, nº 78, 1999,    pp.49-51.

 

HOBSBAWN, Eric  «História como correção de mitos nacionais» in  Humboldt. Ano 44, nº 78,  1999,  pp.52-3.

 

HOFMEISTER Carlos Frederico “Quando teremos verdadeiros planos de governo?” Porto Alegre  Zero Hora  n° 5.688  08 de agosto de 2008 | ARTIGO

 

JASPER Gilberto Salvem os PrefeitosCorreio do Povo ANO 117 n° 342, p.02– 06.09.2012

 

KERN, Luiz Augusto «Fundo de Participação dos Estados [FPE]: Estados veem ‘fim do mundo». Correio do Povo: Porto Alegre, ano 118 nº 96, 04 de janeiro 2013 p. 4 

 

LACLAU, Ernesto «Sans une certaine dose de populisme, la démocracie est inconvenable aujoud’hui” Paris : Le Monde  Idées - 09.02.2012

 

LERNER Jaime - «As mudanças no Brasil irão acontecer através do poder local” in « Lerner vai ensinar  prefeitos a governar» Correio do Povo, Porto Alegre, ano 97, n° 91, 30.12.1991, p. 02

 

LEYGONIE, Antoine, «Architecture et fractal» Revue esthétique: Esthétique en chantier. Paris : Jean Michel Place, v.24,  nº 93, jun. 1994, pp. 141/152.

 

LIMA Jarbas “RAÍZES DA INJUSTIÇA  Porto Alegre : Correio do Povo, ano 113, nº 322 , p.04 Domingo 17.08.2008

 

LOPES FILHO, Osíris «Cair na real» Folha de São Paulo, ano 76, n° 24.448, 10.03.1996, 2° ca, p. 02

 

LULA, Luís Inácio da Silva.  Abertura Política Brasileira.  Correio do Povo. Porto Alegre, p. 4. dez. 1983

MACHADO da SILVA Juremir  «Guerra suja »  Correio do Povo  - ANO 117 Nº 248 – Porto Alegre - 2ª feira - 04 de julho de 2012

.

MARQUES dos SANTOS, Afonso Carlos «A Academia Imperial de Belas Artes e o projeto   Civilizatório do Império»  in  180 anos de Escola de Belas Artes. Anais do Seminário EBA 180. Rio de Janeiro : UFRJ, 1997, pp. 127/146.

 

MAZZOCUT-MIS, Madalena, « Pouvoir et limites de l´imagination» in Revue         d´esthétique : Esthétique en Chantier. Paris :Jean Micel Place, v.24, nº 93, jun. 1994, pp. 59/64.

 

MENDELSKI Rogério  «Como fraudar a eleição O atual sistema de votação no Brasil é ultrapassado e inseguro [..]Na Argentina [..]utiliza-se uma terceira geração de urnas eletrônicas». Porto Alegre: Correio do Povo, ano 118 | nº 98, domingo, 6 de janeiro de 2013, p. 05

 

MERQUIOR, José Guilherme «Hoje a direita é a esquerda» in Jornal do Brasil : Rio de Janeiro, ano 100,  n° 252,  p. 15,. 1ª c., 16.12.1990.

 

MERSH,  Dieter. «Ereignis und Aura: Radikale Transformation der Kunst vom Werkhaften zum Performativen» Kunstforum international.    Ruppichteroth- D.,  no 152,  Okt – Dez. 2000, pp. 94-103.

 

MICHAUD, Yves «La dynamique des musées» in Connaissance des arts. Paris, N° 559, 1999. pp.100-103.

 ____.  «SAVOIRS: um bilan de l’utils» Connaissance des arts. Paris, No 578. déc. 2000.  pp. 98-99.

 

«Modernização exemplar» Zero Hora, Porto Alegre, ano 38, n° 13.384, 15.04.2002, p.3

 

MOIANO  Edison “O maior advogado do Brasil – Porto Alegre:  Correio do Povo, ano 113, nº 316 p.04, 2ª feira, 11 de agosto de 2008..

 

MUSSE, Ricardo. «Razão desencantada: a alternativa alemã: Adorno e Horkheimer»          in  Folha de São Paulo. São Paulo. Ano 77. Nº 24.980.  Cad.5 pp.6-7, 1997.

 

NASSIF, Luis “A última palavra de mercado de consumo é proporcionar atendimento quase personalizado ao consumidor, mesmo em produtos de massa”  «O exemplo de Porto Alegre» in. Folha de São Paulo, São Paulo, ano 74, n° 23.769, 01.05.1994, 2° cad. P. 03.                                                                                            ----------«O fim dos estados» in. Folha de São Paulo, São Paulo, ano 77, n° 26.098, 27.12.1997, 2° cad, p. 03

NUNES Vanessa  “Caiu na rede? Adeus: Tecnologia na Cabeça” - Porto Alegre : Zero Hora - n° 15.670 22 de jul de 2008 Reportagem Especial

OPPITZ Taline “TRABALHO ESCRAVO no RIO GRANDE do SUL em 2012 Porto Alegre: Correio do Povo, Ano 117 Nº 226 domingo 13 de maio de 2012 p. 04

 

PALHARES- BURKE, Maria Lúcia G. « História, descobertas de um espectador : Carlo      Ginzburg» .Folha de São Paulo. São Paulo, ano 79, nº  25.638, 1999. cad.5, p. 9.

 

PASANEN, Kimmo, « L´Art et les jeux de langage chez Wittgenstein» in. Revue         d´esthetique.: Esthétique en  chantier.  Paris : Jean Michel Place, v.24, nº 93. Jun. 1994, pp. 49/54.

 

PERNOUD, Emmanuel. «De l´image `a l´ymage; les revues d´Alfred Jarry et Remy de         Gourmont». Revue de l´Art. Paris. SNC, nº 115, 1997, p.59/65.

 

PIGUET,Philippe.«L´Institut de France: histoire d’une culture»in L’Œil,Paris,nº 476  nov. 1995, pp. 30-35.

 

PINHEIRO, Ibsen «Só a informatização não basta. Há ainda a questão política» Zero Hora, Porto Alegre, ano 27, n° 9.342 , 01.04.1991

 

RECHT, Roland, «La circulation des artistes, des œuvres, des modèles dans l´Europe médiévalle» Revue de l´Art, Paris, n° 120, 1998. pp. 5/10.

 

Revista Madrugada Porto Alegre - ano 1 - nº 5 -  04.12.1926 s/p.

RHODEN, Kuno Paulo.  História da Educação Brasileira.  Síntese crítico-filosófica. Curitiba : Tese da Universidade do Paraná. S/d.

RICŒUR, Paul «É preciso reencontrar a incerteza da história» Humboldt, ano 41, nº 79,   1999, pp. 2-5.          http://oventilhador.blogspot.com.br/2005/06/paul-ricoeur-na-sua-morte-o-seu.html

 

RODRIGUES, Cap. Athaydes.  Agora eu...- A Revolução de 1964, em Rio Grande.  Porto Alegre : Pallotti, 1980. 236p.

ROQUETTE-PINTO, Edgard (1884-1954) «O Ministério da Educação e o Rádio». Boletim do Ministério da Educação e Saúde Pública.  Rio de Janeiro: Ministério de Educação  e Saúde Pública.  Ano I  , nºs 1 e 2. Jan. a Jun. 1931. pp.35/9

 

ROSENSÉNFIELD, Denis L. A Questão da Democracia.  São Paulo : Brasiliense, 1984. 102p.

SALOMÃO Marcos Fagundes “A escravidão ainda ronda o Brasil”. Porto Alegre: Zero Hora, nº 15.760, 16.10.2008, p. 23

 

SALGUEIRO, Heliana Angotti. «Grandjean de Montigny, Caminhoá, Magalhães e Morales de los Rios : trajetórias e modalidades de apriopriação dos sistema da École des Beaux-Arts de Paris» in 180 anos de Escola de Belas Artes. Anais do Seminário EBA 180. Rio de Janeiro : UFRJ, 1997.  pp. 37/46.

 

SANTOS MARTINS,  Milton. « Quebra econômica- financeira » Zero Hora, Porto Alegre, ano 43, n° 14.918, 01.o7.2006, p. 13

 

SAUNDERS, Robert, «A educação criadora nas artes».AR´TE 10. São Paulo :Max Limonad. Ano II,  nº 10, 1984.  p 18/23.

 

SCHMID[4], Wilhelm .«Das Leben als Kunstwerk» in .Lebenskunstwerke – KUNSTFORUM.  Ruppichteroth – Köln Bd. 142, Okt-Dez 1998.   pp. 72/79.

 

SILIPRANDI, Edi «Deputados luta por igualdade» Correio do Povo , Porto Alegre, ano 96, n° 189 09.04.1991 p.3.

 

SIMON Círio O SILENCIOSO PODER ORIGINÀRIO Blog : Não Foi no Grito em 17 de agosto de 2011

                                  http://naofoinogrito.blogspot.com.br/2011/08/nao-foi-no-grito-008_17.html

 

SOARES, Jurandir «Razões do golpe na Venezuela» - in Correio do Povo, Porto Alegre, ano 98, n° 029, 29.11.1992, p. 08  http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=491425

 

SOLJENITSYNE Alexandre Un nostalgique de la Sainte Russie” Paris : LE MONDE | 04.08.2008 | 11h54 http://www.lemonde.fr/carnet/article/2008/08/04/un-nostalgique-de-la-sainte-russie_1079990_3382.html#ens_id=1079920,

 

STRECK, Adroaldo - “Quem melhor conhece suas prioridades em investimentos públicos é o prefeito e a comunidade” «Revistando o Rio Grande (IV)” in Correio do Povo, Porto Alegre, ano 98, n° 135, 12.02.1993, p.04

 

STRUNK,  Marion. «Vom Subjekt zum Projekt: Kollaborative Envioronments» Kunstforum   international.    Ruppichteroth- D.,  no 152,  Okt – Dez. 2000, pp. 120-133.

 

TRINDADE, Hélgio «Poder legislativo e autoritarismo no Rio Grande do Sul» in Estudos  Ibero-Americanos. Vol. VII n.o 1-2. Porto Alegre : PUCRGS, 1981. pp. 222-7.

 

VARGAS, Edemar in «A vida acontece no município»  “O cidadão nasce no município, cresce no município»»” Correio do Povo – Porto Alegre – ano 100, n° 270,  27.06.1995 p.4

 

VARGAS, Getúlio. «Discurso do Chefe do Governo Provisório, Dr. Getúlio Vargas, ao   receber a Comissão Legislativa no Palácio do Catete, em 04 de maio de 1931» in  Boletim do Ministério da Educação e Saúde Pública. Rio de Janeiro : MESP. Ano 1, s 1 e 2,  jan-jun 1931 pp. 6 / 13

 

VATIMO  Gianni La verdad se defenderá sola Buenos Aires : Clarin Revista de Cultura - Ideas Miércoles 19 de diciembre de 2012, 11h56 min

http://www.revistaenie.clarin.com/ideas/Gianni-Vattimo-Despues-muerte-Dios_0_829117122.html

VERÍSSIMO, Luís Fernando. « A pior das  hipóteses» in Zero Hora- Porto Alegre – ano 28,

n° 8.876 24.12.1989 -contracapa

----------«Quermesse». Zero Hora. Porto Alegre, Revista ZH, ano 35,  nº 12.136. Revista ZH, 08.11.1998, p. 12.

-------- « O político, uma vez eleito, se sente a salvo, num outro país, o Brasil oficial que não deve nada ao Brasil de verdade, muito menos explicações « Corte celestial » Zero Hora, Porto Alegre, ano 38, n° 13.163,  04.09.2001,  p. 3

 

VIDAL, Juan Carlos. « Le Goff: o desafio da mestiçagem» in. Folha de São Paulo. São Paulo, ano 77 .nº 25.015,    28.09. 1999, cad. 5, p.8.

 

VILLELA, Maria Antonieta Zaroni Pereira « Um olhar para o século XIX, a partir de sua   história  cultural e de suas representações» in 180 Anos de Escola de Belas Artes, Anais do Seminário EBA 180. Rio de Janeiro : UFRJ, 1997, pp. 273-280.

 

ZÍLIO, Carlos. «Formação do artista Plástico no Brasil». Arte & Ensaios : revista de  História.da Arte. Rio de Janeiro : UFRJ, Ano 1, nº 1. pp.25-32 1º semestre 1994.



[3] - Currículo de Groys in Kunstforum, Koln, nº 142, 1998, p. 258

[4] - Ver currículo de Schmid in Konstforum, Köln, nº 142, Okt- Dez 1998 p.259